Confira seis motivos para não perder o Festival Virada Salvador nesta sexta (29) | Réveillon Salvador 2017

Notícias

Fique por dentro de tudo que vai acontecer na maior festa de fim de ano do Brasil.

29 de dezembro, 2017

Confira seis motivos para não perder o Festival Virada Salvador nesta sexta (29)

O Festival Virada Salvador 2018 já é um sucesso, e ainda não está nem na metade. A programação segue nesta sexta-feira (29), com mais atrações de peso na Arena Daniela Mercury, que recebe nesta primeira noite nomes como Gilberto Gil, Pabllo Vittar, Gusttavo Lima, Aviões, Harmonia do Samba e Duas Medidas. E tudo, é claro, com o visual incrível da Orla da Boca do Rio, somado à beleza da roda gigante instalada no espaço da festa.
Sarrada Boa – Não dá para perder a sarrada de Rafa e Pipo Marques no palco da Arena, durante a apresentação de “Sarrando”, aposta dos irmãos para esse verão. O clipe, lançado no último dia 15, foi gravado no Subúrbio Ferroviário com Léo Santana e já conta com quase 2 milhões de visualizações. De letra fácil, o hit é uma mistura de Axé e Funk, mas também flerta com o arrocha e põe todos para dançar. Além da novidade, a dupla cantará sucessos como “Virando o Copinho” e “Tô de Boaça”.
 
Pop rock – O quarteto querido do pop rock nacional formado por Samuel Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti subirá ao palco, por volta das 19h30, e trará vários de seus sucessos, desde os antigos, como “Pacato Cidadão” e “É uma Partida de Futebol”, até os mais atuais, como “Ela me Deixou” – uma das faixas que compuseram a trilha de Malhação – e a melódica “Esquecimento”.
São ritmos que vão desde rock para cima até batidas mais lentas e uma mistura de Reggae com Ragga. Os 26 anos de uma trajetória de sucesso do grupo foram celebrados em dois álbuns especiais do projeto “Dois Lados”, lançado em junho deste ano e disponível para download no site do Skank. Por isso e muito mais, não há como perder essa apresentação.
Romantismo – Todo o romantismo de Luan Santana levará os fãs à loucura, no palco da arena, às 21h, principalmente com a apresentação de “Acordando o Prédio”, música dançante que já tem mais de 220 milhões de visualizações no Youtube e figurou como a mais tocada nas rádios do país, no primeiro semestre desse ano.
Por outro lado, hits da sofrência, como “Dia”, “Lugar” e “Hora” fará o coração bater acelerado. Essa será uma oportunidade especial de acompanhar de pertinho o cantor, já que, em 2018, ele pretende dar uma atenção maior para a realização de shows em outros países, alguns deles, inclusive já estão marcados para ocorrer em fevereiro na Europa.
Negalora – O público fiel de Cláudia Leitte vai tirar o pé do chão em uma pequena amostra do que será o carnaval baiano em 2018. No repertório, canções como “Baldin de Gelo”, “Taquitá” e a mais recente “Lacradora”, a qual canta com Maiara e Maraisa. As canções valorizam a mulher brasileira com letras alto astral e até provocativas. Com mais de 30 milhões de seguidores nas redes sociais, a lacradora não cansa de inovar em suas canções, incluindo ritmos novos, como em “Corazón”, um raggaton sensualíssimo feito em parceria com Daddy Yankee. E por falar em sensualidade, essa já é uma marca de seu figurino que, com certeza, se fará presente na apresentação de sexta.
 
Positividade – Há algo melhor que virar a noite com toda a boa energia de Saulo? O baiano mais carismático da Bahia, quiçá do Brasil, sobe ao palco por volta da 0h e canta canções que exaltam a alegria, a natureza e a harmonia, tudo isso ritmado pelo Axé Music e pelo Samba Reggae. A apresentação contará com algumas das 16 faixas do seu mais recente trabalho “O Azul e o Sol”, que homenageia a cultura baiana.
Empoderada – O vozeirão de Solange Almeida encerra a segunda noite do Festival Virada Salvador 2018 contagiando a todos com melodias antigas e as mais atuais, como “Bem Melhor Solteira”, “Cachorro Combina com Cadela” e “Chora de Saudade”, lançadas esse mês no Spotify. Atualmente, a forrozeira supera a marca de 1,5 milhão de ouvintes mensais e cerca de 178 mil seguidores na plataforma streaming.